20090428

Gestos



Suspiros.

Tento expulsar o que está cá dentro.

Olhei para ela, mas com olhos de ver. Custa-me ver o sofrimento provocado pela tristeza, o quão profunda pode ser a solidão e o desespero em que tal se torna. Só não quero ficar assim um dia. Não quero. Enquanto isso, vou vendo as pessoas. Às vezes basta um gesto.

5 comentários:

  1. Era esta a solidão que ainda no outro dia/noite falavamos não? Custa sempre, e como não sabemos o futuro, o melhor é mesmo aproveitar as pessoas que de momento temos à nossa volta. E recordar os pequenos (grandes) gestos. :)

    ResponderEliminar
  2. Sim, dessa solidão mesmo. Aproveitarmos as pessoas ou sabermos dar-lhes valor?

    ResponderEliminar
  3. Ambas. Só aproveitamos realmente as pessoas se lhe soubermos dar valor. Pelo menos, eu penso assim.

    ResponderEliminar
  4. Claro, falei só pelo termo e porque me fez pensar até que ponto não é egoísmo "aproveitarmos" as pessoas para um dia não ficarmos sozinhos. Mas dar-lhes valor já não o sinto como tal.

    ResponderEliminar
  5. Percebo o que queres dizer com o termo escolhido... MAs agora que já está claro... Aproveitar as pessoas sim. No sentido de lhes dar valor. E de gostarmos da sua companhia. E aprender com elas e elas connosco. Enquanto soubermos dar valor às pessoas, não ficamos sozinhas. Mesmo que as vezes não se tenha companhia (fisica) temos as memórias, os sentimentos.

    ResponderEliminar