20090407

Dor de tornozelo

Práqui estou eu há uma hora sentada com o pé pró ar, sem encontrar posição pra me pôr. Pah, não tenho muita paciência para estar parada, principalmente se não posso mexer uma parte do meu corpo. Esta música é a banda sonora da minha mudança de posição constante (que piada, uma vez que não mudo mais que o cu já que o pé não pode sair do lugar!), o querer saltar daqui pra fora e o meu ar de frete. E ainda faltam uns quantos dias para o poder fazer. Os dedos de fora, aglomerados à procura de uma cor diferente de roxo, mas sem efeito.
The thing is... o jogo da mosca, sabem? 'Tava a jogar cos miúdos (como se ainda tivesse idade para essas coisas) e pronto, vá de pisar a última pedra... um tijolo aliás! e zás, no meio do chão. Agora dói-me o tornozelo, 'tá todo inchado e cos ligamentos não sei bem onde nem a fazer o quê. Dói dói.
E ai de quem me chame coxa! Ou mais carinhoso, "coxinha"!

Aretha Franklin - Respect (1967) [Para quem não sabe esta música é de Otis Reading]

2 comentários:

  1. Ahahah! Oh... Tadinha da "coxinha" :P
    É como te digo, agora aproveitas para descansar, mesmo que seja forçado. Mas acredito que para alguém como tu que parece que tem pulgas e nunca está quieta no mesmo sitio, custe muito andar só a olhar para os dedos do pé à procura de uma mudança de cor... Enfim, acontece aos melhores.
    Melhoras rápidas para a senhora doutora!

    P.S. Lembrei me agora... "Piuga" assenta te que nem uma luva agora! LOL! (estou parva... deve ser sono!)

    ResponderEliminar
  2. Lol.. mas se reparares ja deixei de ser Piúga.. mas ja devia ser a prever :)

    ResponderEliminar